Dicas para curtir o Hopi Hari com Crianças

Processed with MOLDIV

Falar em Hopi Hari, para mim, é falar de lembranças muito divertidas, cheias de aventuras e adrenalina com amigos durante a adolescência. Dia desses, a nostalgia bateu por aqui e fiquei morrendo de vontade de voltar lá, agora como mãe, para reviver esses momentos em família, com meu pequeno de 5 anos. E lá fomos nós!

Para quem não conhece, o Hopi Hari é um dos maiores parques de diversão da América Latina. Ele foi projetado como um país fictício, com presidente e idioma próprios, e fica a 30 km de Campinas e 72 km de São Paulo, no Km 72 da Rodovia dos Bandeirantes, em Vinhedo, interior de São Paulo.

Hopi Hari

O parque está dividido em 5 áreas:

Kaminda Mundi: fica logo na entrada do parque. Essa área faz alusão à arquitetura de diversos países da Europa e é ali que ficam o  Teatro di Kaminda (onde há apresentação de peças teatrais infantis) e a roda gigante Giranda Mundi, duas atrações imperdíveis para fazer com as crianças.

Teatro di Kaminda

Looney Tunes: área temática super fofa do Pernalonga e sua turma totalmente voltada para as crianças. São várias atrações para a criançada se divertir à beça, com destaque para o carrossel Giranda di Musik, o Kastel di Lendas (barquinho tipo montanha encantada), o Trakitanas (área com playground, brinquedão, pula pula e piscina de bolinhas) e o show ao vivo com o Pernalonga, Patolino, Frajola, Piu-Piu, Taz e Marciano no teatro Klapi Klapi.

Área de Looney Tunes

Aribabiba: área dos heróis e vilões da Liga de Justiça (onde os meninos piram – pelo menos, o meu pirou!). A montanha-russa infantil do Batman, Bat-Hatari, o carrinho bate-bate o Curinga, um enorme chafariz e o encontro com o Batman e o Curinga para fotos são os destaques para curtir com a criançada, mas também tem brinquedos para os papais e mamães mais corajosos, como a Katapul, montanha-russa do Super Homem.

Aribabiba

Wild West: área temática do velho oeste com cenários bem bonitos para fotos e onde ficam duas atrações com água que as crianças amam: o Rio Bravo e o Spleshi.

Rio Bravo e uma criança encharcada… rsrsrs

Mistieri: área dos brinquedos mais radicais com foco nos adultos e crianças maiores (com altura a partir de 1,20m ou 1,40m, dependendo do brinquedo). É ali que ficam, por exemplo, a Montezum, quinta maior montanha-russa de madeira do mundo, o barco Vulaviking, a Ekatomb e a Vurang.

Bom, agora que vocês já conseguem se localizar no parque e sabem onde ficam as áreas com as principais atrações para os pequenos, vamos às dicas para que vocês possam aproveitar ao máximo o dia no Hopi Hari:

Ingressos

Antes de ir ao parque, sempre consulte o site deles para ver as promoções; geralmente o valor diminui conforme aumenta a quantidade de pessoas da mesma família e, eventualmente, fazem ótimas promoções que barateiam bastante o passeio.

Crianças com até 1 metro de altura e adultos a partir de 65 anos entram gratuitamente.

Katapul: para papais e mamães corajosos

O que levar?

O Hopi Hari fica em uma região que costuma fazer bastante calor, por isso, independente da época do ano, leve sempre protetor solar, repelente, boné, óculos de sol e uma troca de roupa porque as atrações com água molham mesmo.

Por segurança, spray aerosol (inclusive protetor solar e desodorante), bolsas, sacolas, potes e garrafas térmicas, dentre outros itens, não podem entrar no parque. A dica é levar protetor solar em embalagem plástica e, se for levar algo para comer ou beber, não usar embalagens térmicas nem de vidro.

Outra dica é cuidar e escolher itens que não deixem a mochila muito pesada, já que você terá que carregá-la o dia inteirinho. O parque não permite que os visitantes saiam, nem para ir ao estacionamento, depois de passar pela catraca. Então, o jeito é carregar a mochila ou usar um dos armários disponíveis para locação.

Idade e altura para brincar

Crianças a partir de 1 metro já aproveitam bastante e podem brincar em diversas atrações como a montanha russa Bat-Hatari, o Rio Bravo e o Spleshi, mas há algumas atrações liberadas para os menorzinhos também. Já as crianças maiores, a partir de 1,40m,  podem ir em todas as atrações.

Dica: na entrada no parque, ao lado das catracas, tem um funcionário que mede as crianças e coloca uma pulseirinha indicando a altura. Isso facilita e agiliza a entrada nas atrações e as crianças não precisam ficar medindo a altura na entrada de cada brinquedo.

Atrações Imperdíveis para as crianças

Bat-Hatari, montanha russa do Batman

Todos os brinquedos da área de Looney Tunes são imperdíveis para curtir com os pequenos; dá para passar horas lá e, mesmo assim, vai ser difícil conseguir tirá-los dali.

A montanha russa Bat-Hatari e o carrinho bate-bate, Dismonti, na área de Aribabiba; o Rio Bravo e o Spleshi, de Wild West, a roda gigante, Giranda Mundi, no Kaminda Mundi, também não podem ficar de fora.

E não deixem de curtir o show com o Pernalonga e sua turma no teatro Klapi Klapi nem, se tiver na data da sua visita, o espetáculo infantil que estiver em cartaz no Teatro di Kaminda. Assistimos “Joãozinho e os Feijões Mágicos” e a montagem, cenário e figurino estavam bem legais. Vale a pena!

Sobre alimentação

Palácio da Justiça

Há vários quiosques de alimentação e lanchonetes espalhados pelo parque e a grande maioria deles serve o que habitualmente encontramos em parques de diversão: hambúrguer, cachorro quente, pipoca, batata frita, bebidas e sorvetes. Para aqueles que preferem comida, há um restaurante na área de Wild West que serve pratos prontos e também uma lanchonete vegana.

Para quem vai com crianças pequenas e quiser levar algo de casa para comer (vale lembrar que não é permitido entrar com nenhuma embalagem térmica ou de vidro), o parque oferece um espaço tipo “copinha da mamãe” bem bacana, o “Mamadero da Vovó”, em Looney Tunes. Ali, microondas, pia, cadeirão, trocador e berço estão à disposição.

Mamadero da Vovó

Também observei alguns bebedouros de água espalhados pelo parque, mas acabei optando por comprar água mineral nas lanchonetes e achei o preço bem razoável (quando fomos, tinha uma promoção em que 3 garrafas de 500ml de água saiam por R$9,90).

Mais dicas!!!

• Leve as crianças com roupas e calçados confortáveis, e não esqueça o protetor solar e o boné.

• Na entrada, verifique os horários dos shows, teatro e foto com personagens para conseguir programar melhor o seu dia .

Show Looney Tunes

• Tente ir na roda gigante assim que entrar no parque, assim, lá de cima, você já consegue localizar onde ficam as áreas temáticas e organizar seu roteiro.

• O Rio Bravo e o Spleshi são atrações que costumam molhar bastante, então, o ideal é fazê-las no início da tarde, quando o sol ainda está quente.

• É proibido entrar molhado na maioria dos brinquedos, daí a necessidade de ter uma troca de roupa na mochila (e eu recomendo levar um chinelo para usar nessas atrações, assim as crianças não têm que passar o resto do dia andando com o tênis encharcado).

• Se estiver indo com a intenção apenas de curtir o parque com crianças pequenas (menores de 1,40m), não há necessidade de comprar o “Vip Pass”, fura fila das atrações pago além do valor do ingresso, já que ele não inclui quase nenhuma atração liberada para o pequenos.

• E, é claro, não esqueça de tirar muitas fotos e registrar momentos de pura diversão e alegria em família 🙂

Chafariz em Aribabiba

Fiquei muito feliz em ver o Hopi Hari vivo novamente. Praticamente todas as atrações estão funcionando e os funcionários estão bem treinados e são sempre muito simpáticos e preocupados em ajudar, isso sem falar que o parque está bem conservado e todos os brinquedos (pelo menos os que usamos) estão em bom estado de manutenção, conservação e com segurança. Nos divertimos demais!

Eu não poderia terminar sem agradecer imensamente a assessoria de imprensa do Hopi Hari que, gentilmente, nos concedeu os ingressos para que pudéssemos visitar o parque e contar tudinho sobre ele aqui para vocês. Danki (obrigada), Hopi Hari!!!

Lindo fim de tarde no Hopi Hari

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *


About us

Leverage agile frameworks to provide a robust synopsis for high level overviews. Iterative approaches to corporate strategy foster collaborative thinking to further the overall value proposition. Organically grow the holistic world view of disruptive innovation via workplace diversity and empowerment.


CONTACT US

CALL US ANYTIME



Latest posts