Como aproveitar o SeaWorld com Crianças

Processed with MOLDIV

O SeaWorld é um parque temático lindo sobre o universo marinho que, além de proporcionar aos visitantes aprendizado, conhecimento e proximidade com os animais, faz um trabalho super importante de proteção e conservação de natureza e resgate e reabilitação da vida marinha. Isso sem falar de suas montanhas russas que, hoje, estão entre as mais radicais e emocionantes de Orlando.

A convite da assessoria de imprensa passamos um dia inteirinho no SeaWorld de Orlando e aproveitamos muito! E, para aqueles que têm dúvidas se devem ou não colocar o parque no roteiro de sua próxima viagem, posso garantir que ele é, sim, um passeio incrível para toda a família.

Olha a Shamu ali :)!

O SeaWorld é um parque que tem bastante shows, então, a minha primeira dica é: logo na entrada, pegue o mapa e os horários dos shows para que você possa organizar o seu dia e aproveitar da melhor forma tudo o que o parque oferece.

Falando em shows e como o foco aqui são as crianças, têm pelo menos 2 shows que são imperdíveis: o show dos golfinhos, Dolphin Days, e o show da baleia orca, o One Ocean. As apresentações acontecem algumas vezes por dia, e é bom chegar com antecedência para pegar um bom lugar.

Show Dolphin Days

Importante! A plateia é dividida em duas áreas; digamos que uma delas, a da frente, seja a “com emoção” – você vai tomar alguns banhos durante o show e sair de lá encharcado – a famosa soak area; e a outra, a parte de trás do estádio, é a “sem emoção”, de onde é possível assistir todo o show e sair de lá sequinho. Para ter a certeza de estar na área certa, observe a sinalização nos bancos e perceba se o chão a sua volta está seco ou molhado.

Show One Ocean

A atração Antarctica: Empire of the Penguin também é imperdível e super concorrida e fofa. Nela, pegamos um carrinho e desembarcamos na Antártica, bem em frente de um enorme viveiro de pinguins!!! Eles ficam nadando tão pertinho da gente que, se pudesse, daria para tocar neles.

Essa atração pode ser feita no modo “mild” ou “wild“; ambos fazem o mesmo percurso, a diferença é que no “wild” o carrinho gira bastante e é preciso ter 102cm de altura; no “mild” o percurso é bem tranquilo e não tem restrição de altura.

Antarctica: Empire of the Penguin

Dica!!! Leve um casaco na mochila pelo menos para as crianças. A temperatura nessa atração é bem fria e fica congelante quando chegamos no viveiro dos pinguins.

Viveiro de Pinguins

O Wild Artic é um simulador de voo no Ártico a bordo de um helicóptero e, depois de terminada a missão, desembarcamos e visitamos os tanques de morsas e baleias beluga. O similador mexe e chacoalha bastante… eu, que sou fraca pra esse tipo de atração, sai de lá meio mareada. Quem preferir, pode pular o simulador e ir a pé até o tanque dos animais.

Para quem curte ver e ter mais “contato” com os animais, vale a pena conhecer o Stingray Lagoon, um enorme tanque em que é possível ver e passar a mão nas arraias; a Manatee Rehabilitation Area, área de recuperação de peixe-bois; o Dolphin Cove e o Dolphin Nursery, para ver os golfinhos nadando e brincando bem de pertinho; o Turtle Trek, que tem aquários enormes e lindos, com tartarugas imensas (essa atração também exibe um filme em 3D, mas não estava funcionando quando fomos); o Shark Encounter, aquário com diversos tipos de peixes e tubarões, o Manta Aquarium, que fica junto da montanha russa Manta; e o Underwater Viewing, que dá que ver as orcas e golfinhos nadando no fundo dos tanques.

Turtle Trek

Shark Encounter

Underwater Viewing – Golfinhos

Como fomos no inverno, não fizemos as atrações que molham, mas queria muito tem ido na Journey to Atlantis e na Infinity Falls, que inaugurou em 2018. Esses brinquedos já estão na minha listinha de “must go” da próxima viagem.

Journey to Atlantis

A Shamu’s Happy Harbor, que era uma área totalmente voltada para as crianças, infelizmente, foi extinta para dar lugar à nova área dedicada à Vila Sésamo que será inaugurada em 2019. O único brinquedo sobrevivente dessa área é o Carrossel.

Carrossel

E para terminar, não poderia deixar de falar um pouquinho das montanhas russas de lá, que são três: a Kraken (a mais antiga do parque); a Manta (que imita uma arraia e você faz todo o trajeto de barriga para baixo) e a Mako (que é “só” a mais alta, mais veloz e mais longa montanha russa de Orlando). Mas é claro que para encarar a aventura e experimentar toda essa adrenalina, além de muita coragem, é preciso ter no mínimo 1,37m de altura.

Entrada da Manta

Nós amamos o nosso dia no SeaWorld e não vemos a hora de voltar para curtir tudo de novo e conhecer a nova área do Sesame Street.

SeaWorld Orlando


Vai para o exterior? Não viaje sem seguro viagem!! Ele é o item mais barato e um dos mais importantes da sua viagem. Clique na imagem abaixo para fazer sua cotação e, ainda, ganhar 5% de desconto em qualquer compra com o nosso cupom.

Seja o primeiro a comentar em "Como aproveitar o SeaWorld com Crianças"

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.


*